Flores brancas nas falésias da Guia, em Cascais, debruçadas sobre o mar, procurando entender Neptuno. 

 

 

Belezas brancas observando o mar, dezenas de metros em baixo

 

Sob os auspícios de Apolo, nas alturas, elas chamam o Ventor para, juntamente com elas, tentarem perceber as apoquentações do nosso amigo Neptuno, na sua disputa com as rochas que parecem querer desenvencilhar-se dele e trepar, rumo aos céus, para um encontro com Apolo, mostrar-lhes as flores de que são base. Mas, Apolo não as perde de vista, elas fazem parte das belezas do seu mundo e do mundo do Ventor.

**********************************



Estou sempre bem entre as flores, onde quer que nos encontremos. Mas, sempre, sob os auspícios do meu amigo Apolo

tags:
publicado por Ventor às 19:06