Esta flor azul é mais vulgar que a primeira, por estes lados, mas tal como ela se emproou   e me dissse. «Ventor, tu não és como a maioria que só olha para as nossas irmãs vistosas. Tu olhas para nós como olhas para uma rosa, ou a mais bela das flores quaisquer que ele seja». Mas até olho melhor para aquelas que poucos perdem tempo a olhá-las.

**********************************



Estou sempre bem entre as flores, onde quer que nos encontremos. Mas, sempre, sob os auspícios do meu amigo Apolo

publicado por Ventor às 09:55